sexta-feira, 12 de abril de 2024

Informe #12.2AGREVEUFFS: Agenda de greve para a semana de 15 a 19 de abril


15 de abril (segunda-feira)
Dia todo: apropriação da pauta do Relatório da CNSC (Comissão Nacional de Supervisão da Carreira) entregue para o governo

Minutagem da Live:

  • 0:00 Introdução
  • 3:10 Cronologia da greve 
  • 24:30 Histórico do PCCTAE
  • 44:00 Explicação sobre o risco de VBC
  • 1:16:00 Apresentação do Relatório da CNSC
  • 1:26:25 Racionalização dos cargos vagos/a vagar
  • 1:40:40 Níveis de Classificação e correlação salarial
  • 2:03:04 Progressões por mérito
  • 2:22:45 Incentivo à Qualificação
  • 2:26:30 Reconhecimento de Saberes e Competências (RSC)
  • 2:40:20 Recomposição das perdas inflacionárias
  • 2:49:45 Piso de 3 salários mínimos e aumento do step
  • 2:54:55 Desmentindo fake news sobre o relatório
  • 3:00:30 Simulações e defesa da proposta

14h - Participação de representação do comando de greve dos TAEs da UFFS em ato do IFSC no município de Xanxerê - SC.

16 de abril (terça-feira)
14h - Assembleia Geral Extraordinária do SINDTAE, com a pauta de análise de conjuntura e deliberação da nova proposta de reajuste nos benefícios.
15h30 - Conversa sobre a Consulta da Minuta da Portaria do PGD e pautas como turnos contínuos e dimensionamento.

17 de abril (quarta-feira)
13h30: Apreciação pelo Conselho Universitário da Moção de apoio à greve dos TAEs | CONSUNI
https://www.facebook.com/conselhossuperioresuffs
14h - Concentrações presenciais nos campi, incluindo:

Live híbrida
O Relatório da CNSC com a proposta de reestruturação da carreira entregue para o governo.

  • café
  • roda de conversa sobre o Relatório da CNSC entregue para o governo

19h - Participação em mobilização promovida pelo Sinduffs 

18 de abril (quinta-feira)
13:30 - Convite para acompanhar sessão da CAPGP/CONSUNI
Pauta: Regulamentação da política Institucional de Mobilidade de Servidores
https://www.facebook.com/conselhossuperioresuffs

19 de abril (sexta-feira)
10h às 11h30min - Reunião da Mesa Específica de negociação do PCCTAE
14h - Reunião virtual para avaliação da greve e definição de agenda da próxima semana.

Obs: A agenda poderá sofrer alterações.


Informe #12AGREVEUFFS: SINDTAE elabora consulta sobre a minuta de Portaria do PGD

 

O Comando de Greve dos TAEs da UFFS encaminhou, nesta quinta-feira (11), ao Gabinete da Reitoria, as orientações para a realização da consulta sobre a minuta de Portaria do PGD (Programa de Gestão e Desempenho). Esta é uma consulta organizada pela própria categoria e será enviada através do correio eletrônico institucional para todos os TAEs da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS).

O formulário para contribuições ficará disponível até o dia 21 de abril. Vencida essa etapa, o SINDTAE sistematizará as respostas e enviará relatório para a gestão da UFFS.

A realização da consulta e o acesso para enviá-la utilizando as listas administrativas de correio eletrônico da UFFS atende ao item número 1, do Ofício n. 02/SINDTAE/2024, remetido ao Gabinete da Reitoria no dia 5 de abril. 

Confira o teor da mensagem que será remetida à categoria na consulta elaborada pelo SINDTAE:

Saudação colega TAE da UFFS!

Convidamos você para construir junto com o SINDTAE e a categoria um documento norteador para a nova Portaria do Programa de Gestão da UFFS.

Após debates e diálogos sobre a metodologia para tratar do assunto e outras questões pertinentes e correlacionadas, tais como turnos contínuos e dimensionamento, foi elaborado um formulário online para manifestações.

Participe da consulta sobre esses assuntos através do formulário que pode ser acessado no link: https://forms.gle/2W69ZUp64ZqwdBfQ7

O formulário ficará disponível para receber contribuições até o dia 21 de abril.

Após essa etapa o SINDTAE sistematizará as respostas e enviará relatório para a gestão da UFFS.

Acompanhe o site do SINDTAE para demais informações sobre os encaminhamentos. 

quarta-feira, 10 de abril de 2024

Informe #10AGREVEUFFS: Ofício sobre Minuta do PGD

A Coordenação Geral do SINDTAE enviou ofício ao reitor da UFFS, João Alfredo Braida, sobre os encaminhamentos referente à minuta de Portaria do Programa de Gestão e Desempenho (PGD), os quais foram definidos pela categoria durante a reunião do 2 de abril. O documento foi enviado de forma eletrônica ao Gabinete do Reitor no dia 5 de abril, e reforça a necessidade da realização de ampla consulta à categoria sobre o andamento e futuras regras do PGD, incluindo teletrabalho, turnos contínuos e dimensionamento da força de trabalho dos TAES.

A íntegra do Ofício n. 02/SINDTAE/2024 pode ser conferida aqui.


O ofício solicita à reitoria da UFFS que disponibilize acesso ao envio de mensagens à lista de e-mails dos TAEs da instituição, o que oportunizaria a disseminação de informações e viabilizaria o diálogo com toda a categoria. 


A partir desse acesso, o SINDTAE divulgará a minuta sobre o PGD disponibilizada pela Reitoria, assim como a metodologia de trabalho para a participação da categoria e o envio de contribuições. As sugestões irão compor o Relatório do SINDTAE. O sindicato ainda solicita que a Reitoria tenha o compromisso de receber o documento, além de incorporar os apontamentos no documento final sobre o PGD.


Outro ponto defendido pela categoria é a participação da Comissão Interna de Supervisão da Carreira (CIS) no debate, bem como a realização de Audiências Públicas, organizadas pela gestão central da UFFS. O diálogo transparente e a ampla discussão sobre a versão final do documento possibilita o envolvimento de diferentes setores da comunidade acadêmica, assim como demais interessados.


sexta-feira, 5 de abril de 2024

Informe #05AGREVEUFFS: Agenda de greve para semana de 8 a 12 de abril


8 de abril (segunda-feira)

Dia todo: apropriação da pauta do PGD articulada com turnos contínuos e dimensionamento, com leituras:

·        Minuta PGD da UFFS

·        Relatório da UFSC | Vídeo Teletrabalho, flexibilização e controle social de frequência: a experiência da UFSC.

·        RESOLUÇÃO Nº 58/CONSUNI CAPGP/UFFS/2023, que Institui política e estabelece diretrizes para o dimensionamento da força de trabalho dos servidores integrantes da Carreira dos Cargos Técnico-administrativos em Educação (TAE) da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS). 

9 de abril (terça-feira)

14h - Comando de greve: uso da palavra nos Conselhos dos Campi Realeza e Chapecó

14h - Concentrações presenciais nos campi, com campanha de filiação ao SINDTAE

Reunião do comando com a direção do SINDUFFS

19h - Ditadura e suas sobrevivências: o golpe 60 anos depois | Auditório Bloco A - Campus Chapecó


10 de abril (quarta-feira)

14h - Concentrações presenciais nos campi, incluindo:

  • ·  café
  • ·        roda de conversa sobre o dimensionamento e turnos contínuos

 

11 de abril (quinta-feira)

8h30 - Rádio do Trabalhador (https://radiodotrabalhador.com/)

Informativo do SINDTAE

12h - Almoço de Greve no Campus Realeza

14h - Live híbrida:

·       O processo normativo da UFSC sobre controle social do ponto, teletrabalho e turnos contínuos - Luciana (Comando de Greve dos TAEs da UFSC)

·        A Greve, organização sindical na defesa dos trabalhadores - Eduardo (representando o Comando de Greve dos TAEs da UFSC)

 

12 de abril (sexta-feira)

14h - Reunião virtual para avaliação da greve e definição de agenda da próxima semana

·        Sorteio on-line de dois exemplares do livro "Contra o sionismo: retrato de uma doutrina colonial e racista”, de Breno Altman, publicado pela editora Alameda.

terça-feira, 2 de abril de 2024

Informe #02AGREVEUFFS: Encaminhamentos minuta do PGD

    Reunião híbrida sobre as pautas locais e gerais da UFFS e minuta do PGD: Realizada no dia 2 de abril, a atividade contou com a participação do Comando de Greve da UFFS e da categoria. Nela foram contextualizados o movimento da greve nacional e o objetivo de construção coletiva de uma metodologia e encaminhamentos para abordagem das pautas do Programa de Gestão e Desempenho (PGD), turnos contínuos e dimensionamento. 
    Após amplo debate, com a palavra aberta para manifestação de todos, a partir do entendimento de que essas pautas devem ser trabalhadas de forma conjunta, foram acordados os seguintes encaminhamentos: 
    1. O SINDTAE e o Comando de Greve irão coordenar a organização e divulgação de um formulário eletrônico para coletar contribuições de toda a categoria. 
    1.1 Foi formada uma comissão de sistematização, com a atribuição de organizar as respostas do formulário. Essas respostas serão compiladas em um relatório a ser enviado para a gestão, em conjunto com uma análise dos principais pontos sensíveis necessários de adequações. 
    1.2 Os prazos para preenchimento do formulário serão divulgados posteriormente.
    2. O SINDTAE irá oficiar a Reitoria para que providencie os seguintes encaminhamentos: 
    2.1 divulgue através do e-mail institucional dos TAEs o link e orientações para a metodologia das contribuições no formulário eletrônico.
    2.2 disponibilize um relatório de avaliação do PGD, que traga elementos para análise de como esse programa tem se desenvolvido até o momento na UFFS. Esses dados permitirão subsidiar de forma mais qualitativa as propostas a serem construídas pela categoria.
    2.3 para que organize um momento aos moldes de Consulta/Audiência Pública, com representantes da gestão e da categoria, tendo o objetivo de debater e encaminhar de forma conjunta com toda a categoria dos TAEs as três pautas que estão vinculadas entre si: PGD, turnos contínuos e dimensionamento. 
    2.4 Insira a Comissão Interna de Supervisão da Carreira (CIS) no debate do PGD, de modo que aquela instância possa se manifestar formalmente sobre os aspectos que impactam na carreira, além de contar com a devida representação na Consulta/Audiência Pública mencionada no item anterior.  
    3. Concomitante a esse movimento, o Comando de Greve irá convidar colegas TAEs da UFSC para uma live, em que eles possam apresentar novos elementos sobre como ocorreu o processo de implementação do PGD, turnos contínuos e controle social de frequência naquela instituição. 
    3.1 A primeira conversa com o título “Teletrabalho, flexibilização e controle social de frequência: a experiência da UFSC” pode ser visualizada no link: https://www.youtube.com/watch?v=OKda0ALldMM
    3.2 Sugerimos a leitura da página de internet: Dúvidas sobre a implantação das políticas da modalidade teletrabalho e da ampliação do atendimento com flexibilização da jornada de trabalho, que traz elementos sobre como se deu o processo na UFSC: https://teleflexdim.paginas.ufsc.br/

Reforçamos o compromisso de desenvolver as atividades e dar os encaminhamentos para que as pautas conjuntas possam ser trabalhadas através da construção coletiva e democrática com toda a categoria, e ressaltamos o convite para seguirem o site e redes sociais do SINDTAE e os grupos de greve do movimento para acompanhar os demais encaminhamentos. 

quinta-feira, 28 de março de 2024

Esclarecimentos do SINDTAE referente a minuta de PGD na UFFS

 

    A Executiva do SINDTAE recebeu as 17h23min de ontem, 27/03/24, a minuta de Portaria do Gabinete que trata das alterações do PGD. Esse encaminhamento só foi realizado após a reunião do Comando de Greve com o gabinete do reitor.

    Sabemos que esse é um tema sensível para grande parte da categoria. 

    Diante da quantidade de manifestações nos mais variados locais, trazemos os seguintes apontamentos: 

    a) O Sindicato NUNCA foi contra o PGD. Desde o início dos debates procuramos cumprir nosso papel de problematizar a proposta, considerando desde sua origem a partir do governo anterior que queria nos impor a Reforma Administrativa, até os modos e condições de implementação nas universidades federais em geral, e na UFFS em específico. 

    b) Percebendo que o anseio da categoria era justamente encontrar mecanismos paliativos que trouxessem soluções imediatas para as condições de trabalho, a leitura do Sindicato naquela época foi a de não interferir naquilo que estava sendo construído por uma gestão ilegítima, devido a uma nomeação que não respeitou os processos democráticos tanto da Consulta Prévia com a comunidade acadêmica e regional, quanto a votação no Conselho Universitário.

    c) Uma vez implementado sem o devido debate com a categoria técnico-administrativa em educação, foram identificados, no decorrer do tempo, uma série de problemas na execução do atual PGD, as quais inclusive geraram a edição de nova Instrução Normativa do governo, a qual incidirá em mudanças na UFFS. 

    d) Com a nova gestão democraticamente eleita e devidamente nomeada pelo atual presidente da república, o SINDTAE foi chamado para indicar uma representação na Comissão que foi instituída para avaliar as alterações no PGD, conforme PORTARIA Nº 3123/GR/UFFS/2023. 

    e) O PGD, como o próprio nome indica, é um Programa de GESTÃO e Desempenho. Ou seja, é a gestão que tem a atribuição legal e, mesmo, a responsabilidade por conduzir sua implementação. O SINDTAE é uma instância que representa a categoria interessada no assunto, e não a instância que tem todos os recursos administrativos e institucionais para conduzir a sua construção. 

    f) A partir da deliberação de adesão ao movimento de greve nacional da categoria, o SINDTAE comunicou a Reitoria da UFFS sobre a decisão da categoria em iniciar na UFFS a paralisação dos serviços por tempo indefinido na data de 18/03/24. Consoante a isso, foi agendada reunião com a gestão da universidade para dialogar sobre o movimento. Naquela ocasião, o Comando de Greve dos TAEs foi comunicado, informalmente, de que a minuta do PGD estava pronta e que seria disponibilizada ao comando de greve. 

    g) Em nova reunião com o reitor João Alfredo Braida e a pró-reitora de Gestão de Pessoas, Gabriela Gonçalves de Oliveira, no dia 27/03/24, em que o tema de pauta principal foi o registro de controle de frequência durante a greve, o reitor, ao final do encontro, mencionou que tinha interesse que a categoria se manifestasse sobre a minuta do PGD. O Comando de Greve manifestou sua surpresa com a demanda, uma vez que a mesma não foi disponibilizada para a representação da categoria, sendo que a integrante da comissão tinha a informação de que o acesso ainda era restrito, conforme está cadastrado no SIPAC. 

    h) O reitor então solicitou que a pró-reitora de Gestão de Pessoas enviasse o documento para o e-mail do Sindtae. O documento foi recebido pela entidade às 17h23min, do dia 27/3/24, com o seguinte texto complementar: 

“Abaixo são destaques oriundos da reunião administrativa:

Na reunião administrativa ocorrida no dia 13 de março de 2024, participaram as pró-reitorias e direções campus, oportunidade em que foi discutida a proposta da nova minuta de regulamentação do PGD. Registra-se que houveram os seguintes apontamentos para otimizar a proposta de regulamentação:

- Destacar no documento a necessidade de controle das atividades desenvolvidas pelos participantes do PGD independente da modalidade de execução;

- PGD deve observar as diretrizes do PDI;

- Considerar a possibilidade de ligar o PGD com o dimensionamento de pessoal;

- No Art. 12 flexibilizar a possibilidade de teletrabalho integral para os servidores com cargo de CD e FG. Tal flexibilidade deve estar alinhada e autorizada pela chefia hierarquicamente superior. 

atenciosamente, 

Gabriela Gonçalves de Oliveira

Pró Reitora de Gestão de Pessoas”

    i) No decorrer da manhã e tarde do dia 28/03/24, a executiva do SINDTAE teve conhecimento de uma série de manifestações de colegas da categoria, em variados grupos de whatsapp, questionando sobre a existência da referida minuta, e reivindicando que o sindicato a disponibilizasse para consulta dos TAEs. 

    j) Por estarem envolvidos na pauta principal para toda a categoria, que é o movimento nacional de greve, o Comando de Greve dos TAEs não teve tempo hábil para sequer abrir tal minuta. Desse modo, considerando os anseios da categoria, e levando em consideração também as devidas atribuições das instâncias, esse foi o encaminhamento adotado para o momento: 

1. Disponibilização para download da minuta da portaria como parte do Informe #28MGREVEUFFS: Agenda para a semana de 1º a 5 de abril, no site do SINDTAE; 

1.1 Inserção na agenda como atividade de greve, na data de 02/04/24, a partir das 14 horas, organização de encontros nos campi para “Levantamento de pautas locais de cada campus e gerais da UFFS

Construção de metodologia e encaminhamentos para as pautas (PGD / Turnos Contínuos / Dimensionamento / demais pautas)”

2. Um dos objetivos desses encontros será organizar a reivindicação para que a gestão da universidade forneça os devidos meios de acesso e condições para o debate amplo, transparente e participativo da categoria sobre a pauta. Um exemplo:  o envio de e-mail para toda a categoria disponibilizando a minuta não é possível de ser feito pela entidade, pois a gestão nunca liberou tal acesso para o Sindicato. Outro: liberação das chefias para os colegas participarem de uma audiência pública não é atribuição do SINDTAE, e sim da gestão. Dentre outros possíveis de serem elencados. 

    Cabe mencionar que, embora reconheçamos a intenção justa e legítima de a gestão considerar o SINDTAE como a instância representativa da categoria, entendemos que essa pauta envolve fatores que vão para além do que podemos contribuir, dadas as condições atuais.

    Por fim, chamamos a todos a participarem dos momentos de encontros que serão organizados pelo sindicato em conjunto com a categoria, sempre reforçando que nosso ponto de pauta principal ainda é a Reestruturação da Carreira. 

    Acompanhem nossas redes para as demais informações que forem divulgadas.

Informe #28MGREVEUFFS: Agenda para a semana de 1º a 5 de abril


1º de Abril - Segunda-feira

14h: Participação dos TAEs da UFFS em encontro com colegas do IFSC em Chapecó;

15h: Bate-papo com café sobre a greve no hall do Bloco A de Chapecó e nos campi;

16h: Mostra de Cinema Ditadura e suas Vivências no Campus Chapecó, Auditório do Bloco B | Filme: Meu caro Michel (2024). 

Parceria entre SINDTAE e Colegiado do Curso de História.


2 de Abril - Terça-feira

14h - Levantamento de pautas locais de cada campus e gerais da UFFS

20h: Participação no Podcast Quem Sabe Faz a Hora - Francisco Beltrão (PR)


3 de Abril - Quarta-feira

Dia Nacional de Mobilização e Paralisação, convocado pelo Fonasefe (Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais)

Panfletagem nos Restaurantes Universitários - almoço e jantar e demais locais da universidade.

Agenda com IFPR - Campus Capanema 10h com estudantes, 14h com quadro TAE


4 de Abril - Quinta-feira

14h: Live sobre o RSC - Reconhecimento de Saberes e Competências

19h30: Participação do SINDTAE no debate “Geopolítica Internacional: A Questão Palestina”, Campus Chapecó, Auditório do Bloco C


5 de Abril - Sexta-feira

14h: Live construção de agenda para a próxima semana